Quem sou eu

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Sou Mulato, Solteiro, Discreto, Bisexual(Passivo com Homens), 37 Anos, 1,80m, 80 kg e Aventureiro. Procuro Amizade Íntima com homens e mulheres simples, discretos,putões, não afeminados, 100% ativos, livres de medos e opiniões alheias para amizade e parceira em aventuras sexuais de toda espécie( Lugares Públicos, Sexo Grupal, Praias Desertas, Filmagens e Fotografias Pornôs) & sem nenhum vínculo financeiro, só sexo e amizade. Estou aberto a relacionamento discreto, livre, sem drogas e nem violência. Afeminados serão descartados pois preservo a discrição e o respeito mútuos.Negros são preferência mas todos os ativos,loucos por sexo e bem dotados serão bem Vindos. Aguardo Contato. Quero matar o desejos de todos os taradinhos e safados de plantão...

Pode Crer!

domingo, 26 de fevereiro de 2017

'Goza na minha boca': pedido de Emilly a Marcos, no BBB17, vira alvo de crítica nas redes sociais.

A noite do casal Marcos e Emilly foi bastante agitada na casa do Big Brother Brasil nesta sexta-feira (24). Depois de vencer a prova do líder ao lado de Daniel, a moça teve uma discussão com Marcos, afirmando que ele não estava lhe dando atenção suficiente. Logo depois o casal fez as pazes e as coisas entre eles começou a esquentar.
Debaixo do edredom, os dois trocaram carícias e suspiraram forte. Eles chegaram a tentar disfarçar as conversas no microfone. "Goza na minha boca", chega a dizer Emilly para Marcos.
Nas redes sociais o clima entre os dois virou um dos assuntos mais comentados.  Alguns criticaram a moça, já que horas antes Emilly havia falado para Marcos que não faria sexo dentro da casa. "Emilly passava o dia falando que tinha medo/ nojo do Marcos e agora "goza na minha boca", escreveu uma seguidora. "A Emily acabou de falar "goza na minha boca" que nível, né! Tomara que o pai dela não esteja assistindo! Coitado!", postou outro.
Mas também teve gente que saiu em defesa da participante.  "Emilly ganhou pontos comigo! Faz o que tem vontade sexualmente. E vc que reclamou do "goza na minha boca", vai transar", defendeu um seguidor. Neste domingo (26) um  novo paredão será formado na casa.  
Veja o momento íntimo do casal: 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Casal é flagrado fazendo sexo sobre moto em movimento; veja vídeo

A polícia de Encarnación, no Paraguai, investiga um caso inusitado que aconteceu na cidade. Um casal seminu foi flagrado fazendo sexo sobre uma moto em movimento nas ruas da cidade. O registro da cena foi feito por um motorista que passava pelo local. O vídeo se espalhou rapidamente nas redes sociais.
Casal foi flagrado praticando sexo nas ruas da cidade (Foto: Reprodução)
Sem capacete, os dois trafegam pela avenida enquanto praticam sexo. O motociclista, que ainda não foi identificado, pode ser multado em até R$ 1,600. Se ficar provado que ele estava sob o efeito de alguma substância ilícita, pode até ser preso. Terceira maior cidade do Paraguai, Encarnación tem cerca de 95 mil habitantes e é destino procurado por turistas que visitam o país. Veja o momento do flagra: 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Só para foder!

 por H. Thiesen 


Não há foda
que eu não foda
quando é para foder
Se a foda é fodida
Só botando pra foder
Fode aqui
Fode por lá
Fode assim
Fode assado
Fode embaixo
Fode em cima
Fode atrás
Fode de lado
Se o negócio é foder
Que a foda seja boa
Não há nada mais fodido
Do que foda mal dada
Fode o pau
Fode a boceta
Fode duro
Fode melado
Fode o cu
Fode apertado
Fode seco
Fode molhado
E depois de tanta foda
Só fodendo por prazer...
Vem.. Me foder!
O que?
Broxou?
Putz... Fodeu!


--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Negro da Geral: Maratona Sexual Vespertina - Boquete no Executivo, Visita aos Bregas & A Rosca Queimada!

Por Negro da Geral

                                 Salvador, 15 de Janeiro de 2017, solidão em alta, meu cuzinho fechado a quase um mês pisca por putaria, nas últimas aventuras somente chupei e fui chupado, hoje decidi que tinha que dar esse cú a qualquer custo, afinal de que adianta se bronzear, fazer marquinha de sunga, dourar os pêlos, fazer as unhas e raspar o cuzinho sem alguém para usar e abusar de tanta vaidade. Resolvi então fazer uma maratona sexual vespertina, já que estava com uma grana extra decidi visitar alguns inferninhos que não ia a algum tempo e quem sabe encontrar algum pervertido e sedento por um cuzinho. Lá fui eu... Antes de ir ao centro fui pagar umas contas no Iguatemi, colocar alguns créditos no cartão de transporte e comprar uma revista masculina que leio mensalmente; a VIP quem tem dicas muito legais para o homem moderno, depois doas obrigações comprei um lanche na "MAC" e me encaminhei ao ponto para pegar um ônibus com destino a praça da sé , geralmente pego ou "rodiviária-B" que pára em frente ao mercado modelo e só faço subir o elevador Lacerda ou pego um micro-ônibus executivo que vai direto para a "sé". Logo que cheguei ao ponto chegou o executivo, corri um pouco e entrei no "micro"; passei o cartão de passagem e me dirigi ao meio do ônibus,
tinha umas 5 pessoas no veículo, enquanto comia o meu lanche e arrumava as notas de pagamento e contas que paguei, durante a viagem me senti observado por alguém que estava sentado algumas poltronas atrás, enquanto comia meu "big mac" olhava para os lados como se estivesse interessado no movimento da rua pelas janelas, olhava para um lado e para o outro discretamente quando virava a minha direita percebia que  "observador" disfarçava, percebi que ele estava inquieto e mesmo com óculos escuros percebi o interesse do indivíduo. Rapidamente me veio a memória sobre histórias contadas em grupos do face sobre pegações que ocorriam nesses executivos, então pensei ; "Será que pode rolar??? Olhei mais fixamente para trás e o cara me olhou também, era um negro de corpo mediano, bonito, óculos "ry ban" aviador, terno e gravata marrons, pasta, jeito de advogado ou oficial de justiça. Percebi o interesse e como ponto a ponto o ônibus ia enchendo resolvi ir para a cadeiras do fundo e ...BINGO! Ele passou a me encarar mais diretamente e a pegar no pau... ao ver aquilo meu pau logo pulsou e ia crescendo pouco a pouco e então ele me chamou para sentar ao seu lado, disfarcei um pouco e sentei ao lado dele, logo ele encheu a mão com o volume da minha caceta ainda na bermuda, retribuí pegando no pau dele ainda também na calça social, sem demora ele pediu para que eu colocasse minha rola para fora, abrí o cinto, o zíper e coloquei minha rola para fora e ele só a punhetar, punhetar...e sussurava que tava com vontade de chupar... mas nada, só fazia acariciar minha rola entã passei a pegar com mais vontade no pau dele e ele perguntou se ele podia botar o pau dele para fora, disse um mediato "Claro!", então ele enfim colocou  sua rola preta, mediana, fina e dura para fora e sem pensar caí de boca, mas sempre ele pedia para parar a cada ponto, pois apesar do vidro fumê, dá para enchergar dentro do ônibus, mas a cada percurso longo dava para dar uma boa sugada, quanto ao meu pau ele não chupou, queria que eu gozasse logo alí, mas como eu ainda tinha os "inferninhos" para ir, não queria gastar o meu leite alí, numa punheta rápida.
Então guardamos nossas picas e ficamos conversando até chegar ao nosso destino, falamos sobre profissão, carnaval e dei um cartão meu, caso quisesse algo mais íntimo e sigiloso. Chegamos ao fim de linha da praça da sé e cada um foi para seu canto, ele disse que ia para prefeitura e eu fui começar minha turnê entre os "points da putaria".
           Para começar fui ao "Cine Mix", localizado na rua da Ajuda ao lado do hotel Prisma, é so subir uma escada e logo vc vai ver umas luzes de boate, local que não vou a mais ou menos há um ano, ele surgiu logo depois do fechamento do Astor, onde vivi as mais deliciosas orgias desde os 15 anos de idade e foi um templo da sacanagem para mim. O Cine Mix começou bem, tinha várias salas com filmes diferentes, quartos escuros, serviço de bar e muitas putas, travestis e garotos GP e os caçadores de plantão, tive momentos legais alí, mas com o tempo os "administradores" deixaram o local ao desmazelo; os projetores com imagens sem definição, cadeiras quebradas, usuários de droga que intimidavam os clientes e praticamente virou um "brega" com amigos dos donos e uma mesa de sinuca barulhenta. Abandonei o local por mais de um ano e só voltei a nível de curiosidade e atualização, não é que tive uma surpresa...
Assim que subí as escadas me deparei com uma negra deliciosa, cabelo "black", uma bunda grande, redonda e limpa, somente de calsinha e sutiã, além de um belo sorriso. Um senhor me atendeu e fez a cobrança, a entrada custa R$7,00 logo no corredor um segurança enorme daqueles que quando chegam num lugar pára até os relógios. Fui ao bar peguei um latão de cerveja que custava o preço de todos os locais e fui logo abordado por uma gata de cabelos cacheados, lindos peitos e super educada, fui a sala de cinema e o projetor não era mais o mesmo, qualidade agora HD. Tinha um viado e um velho nas acadeiras de cinema, cada um na sua, sentei e a "gata de  cabelos caheados" foi logo puxando assunto, queria fazer programa mas como já tinha dito fui na intenção de uma bela pica, mas continuei o assunto e fui logo perguntando do local, onde eram quartos escuros de pegação, agora são quartos para programa - valor R$15,00 , as garotas, qualquer uma, tem o valor de R$50,00. Programa com o quarto dá R$65,00 se pagar no cartão de crédito ou débito tem taxa de R$10,00. O banheiros limpos, se bem que o que eu fui a lampada estava queimada, sorte que sempre levo uma micro-lanterna comigo, na verdade além de mijar fui contar a grana que ainda tinha, para ver se comia a puta mas devido as compras e gartos eu ia ficar no vermelho, e como queria ir em outros lugaresfiquei em mais uma cerveja, bati um papo com outra puta, fumei um cigarro e saí a francesa, mas volto lá para manter o meu lado "hètero" e ativo em dia!
             Depois de conferir o Cine Mix partí para o Colônia, meu pupilo, cheguei no cinemão e na bilheteria desembolsei R$10,00 de entrada e como já tava tarde me dirigi logo para o quarto escuro para começar as atividades, sentei em uma das cadeiras e mamei um coroa que tinha uma rola grossa mas não chegava a ereção total, dava para encher a boca mas nada muito emocionante, fui dar uma volta, peguei uma cerveja e fui fumar um cigarro, tava na intenção de pagar um garoto, geralmente garotos, putas e travestis cobram lá R$ 20,00 mais o quarto R$ 10,00, mas se pode fuder nos banheiros ou quarto escuro somente por "vintezinho" se chorar vc pode conseguir uma putaria até por R$15,00 a depender do desespero, mas tem muita gente dispónivel, eu mesmo nunca paguei, as vezes uma cerveja ou um refri por amizade, afinal , certas caridades sempre são lembradas, já fiz boas putarias de "cortesia" só por ter sido legal!

          Logo após fumar voltei ao quartinho e tive mais sorte, encontre um "caucasiano" que tinha uma pica deliciosa, dura, grossa e levemente "torta" para esquerda, enquanto eu o mamava ele acariciava meu cuzinho, mas ficamos só nisso...Uma passiva se aproximou e começou a chupar meu pau com gosto, logo o "caucasiano" se afastou e fiquei sendo chupado pela "boqueteira", era um carinha jovem na casa dos 20, me pediu para comer o cu dele, mas como vocês já sabem...sou "cabra" com homens, a depender sou ativo, mas isso depende muito da química com o outro macho. A passiva boqueteira ficou uns 15 minutos alí e logo partiu... voltei para sala de cinema, descansei um pouco na última fileira, tirei a cueca e a bermuda, na esperança de atiçar algum safado, mas nada...Toquei uma punhetinha alí mesmo e pensei em pagar um "GP" que tava rodando por alí, mas de longe avistei um coroa que já contei aqui a despedida de 2016 e a primeira do colônia de 2017, ele me reconheceu e veio direto ao meu encontro, escalou sua chibata preta e em pé na minha frente mamei aquela pica deliciosa, enquanto eu o chupava ficava ansiando que ele pedisse meu cuzinho e me fudesse em frango assado, mas nada...ele naquele momento só queria enfiar todo seu membro na minha garganta, então não aguentei, supliquei que ele comece meu cuzinho, mas ele disse que "o dono do estabelecimento não queria que fudessem nas cadeiras", conversa... o cinema tava vazio..dava para fazer mas ele nada...tive que me contentar com sua "ferozidade" em empurrar sua pica em minha garganta até que me descuidei e ele enfiou de vez me fazendo vomitar no se pau, acabei melando a calça "tactel" dele e a minha perna, sorte a minha que eu tava sem cueca e bermuda! Ele se saiu e fui ao banheiro me limpar, retado...nunca tinha vomitado num boquete, enquanto me limpava o GP tava no banheiro com sa chibata firme esperando uma proposta para me tirar 20 reais, mas resisti fiquei na minha , limpando minha perna vomitada e ele se saiu, mas meu cú ainda piscava...Quando terminei de me limpar ainda de cueca, entrou no banheiro um morador do centro, chamam ele de "bonitinho" vocês devem imaginar porque, ele é a cara do "ET" daquela dupla do Programa Legal do SBT, "ET e Rodolfo", só que negro, tava todo arrumado, de terno e por conhecidência da cor do terno do "advogado do micro ônibus", ele é meio desconfiado, dá encima das putas e travestis que correm dele por causa da feiura de da rola que deve ter no mínimo uns 25 cm, coisa que pra mim com lubrificante não é problema e quanto a feiura, eu ia ficar de costas pra ele mesmo.... como paciência é dom divino e quase perto de fechar o Colônia,
a última esperança se consumara, fui atrás do "ET" mas ele se esquivava, então ele ficou num dos banheiros e eu no corredor do quarto escuro, na penumbra apelei; baixei a bermuda mostrando minha bunda a ele e comecei a me exibir, empinar rebolar de leve e ele se estigou, pegava na mala, olhava para os lados e eu o chamava para o corredor escuro com minha bunda empinada, ele se aproximou e começou a roçar ainda de roupa no meu rabo nú, sentia sua pica crescer dentro da calça social até que enfim ele colocou sua "anaconda" para fora, tinha a grossura de um casco de coca-cola de um litro, mas ainda meio-dura, ele tentava empurrar assim mesmo, mas nada... então comecei a chupar seu pau e aí sim ele mostrou todo ser poder, meteu em meu cú e senti uma dor imensa, mas só inicial, o cavalo me penetrou com vontade mas sua ereção não era plena, sempre tinhamos que parar para eu poder chupar e ele voltar a meter, mas um "curioso" que tudo assistia entrou no jogo e com seu pau médio concluiu o que "ET" tinha começado, mais experiente o "penetra" meteu com meu cuzinho com louvor e eficiência até gozar...
O ET gozou na punheta em cima da minha bunda e como no final de uma peça "erótico-dramática" as luzes do colônia se acenderam, terminado mais um a tarde de orgias entre tantas almas pervertidas daquele lugar.
        Limpei meu rabo galado e arrombadinho, vesti a roupa e deixei o Colônia descendo a rua com a sensação de missão cumprida, mas como era uma maratona resolvi passar no meu útimo destino, descendo a praça Castro Alves e subindo a ladeira de São Bento indo destino a Lapa, bater o ponto no Goy Club, passei antes no shopping para comprar um "Subway" e comer no "brega", afinal as comidas lá custam o olho da cara, subi as escadinhas do último "templo" da putaria no dia e chegando lá o local meio vazio, dois carinhas já se curtiam, um branquinho afeminado me secava, pensei; "Gastei minha entrada à toa..."Pra quem não sabe a entrada do Goy custa  R$ 10,00. Guardei minhas coisas no armário, fiquei somente de cueca e camiseta, a galera lá anda à voltade e entrei no salão escuro onde rolam as putarias... segui pelo corredor e havia somente um cara magro no ambiente, voltei e realmente só tinha somente o magrão, de bonê, com cara de poucos amigos... Então deitei na sala do cine e fui assistir o filme que passava, o magão ficou na dele e eu comecei a me masturbar vendo o filme, de canto de olho reparei que o magrão  fazia uma movimentação, então comecei a bater  uma punhetinha e enfiar ao mesmo tempo o meu dedo no cuzinho, o cara se empolgou ficou assistindo e sentou num colchão a parte para olhar o meu rabo, comecei a encara-lo e lembrei do cara, uns meses antes queria te-lo, pelo menos chupado, mas como eu já tava com outra cara não tive como me aproximar do magrão que tinha uma deliciosa chibata, e quando mesnos esperei naquele momento presente ele tirou a roupa e aquele pau lindo que outrora não pude me deliciar estava bem alí na minha frente, lindo, rígido e pulsante! Ele olhava pro meu rabo e batia mas não se aproximava, ele não era um cara bonito, pouco cabelo, cara de uns 45 anos, mas apresentava uma virilidade que para o tamanho do pau é para poucos, pelo menos daquela idade, mas tinha uma pele macia, um pau limpo e grande, uns 23cm, gosso e branco, realmete um homem magro, alto, com as veias pulsando nos braços e abdomen...pensei até que ele ia pedir grana pois ficou uns 5 minutos me olhando, só batendo e olhando para meu rabo e pau. Mas para minha alegria ele se levantou e aproximou com sua pica linda... e mamei, mamei com muito gosto e ele também retribuiu acariciando minhas coxas, cuzinho e bunda! Sua pica tinha um gosto bom, macia...meu lábios escorregavam tranquilamente e enfim ele disse;" Se tiver camisinha te como!" Aquilo foi como música para meus ouvidos, levantei do cochão que estava deitado voltei a sala principal onde ficam os armários, peguei camisinha e lubrificante e voltei para a sala onde passava o filme, sentei e ela não estava lá, será que tinha desistido..Nada!
Foi lavar a rola, vou tei a mama-lo para que sua espada ficasse no ponto e enfim dei a camisinha a ele, enfiei o dedo anelar e  indicador no meu cuzinho com lubrificante, passei tb no pau dele já vestido com a "borracha" levantei as perna em frango assado e ele enterrou aquela delícia em mim, senti minhas pregas partirem por aquela deliciosa rola, ele tava ansioso com medo que alguém aparecesse, olhava para os lados, e eu tentava tranquiliza-lo para que não estragasse aquele momento, o mais delicioso do dia, por medo ou vergonha num lugar que é feito para a execução da putaria.Magrão fudeu com gosto, meio tenso e receioso, mas não negou fogo, eu gemia pedindo para que ele colocasse com força e safado acelerava o movimento e depois de um tempo consideravelmente bom ele enfim gozou, encheu a camisinha que chega ficou pesada de leite, meu ingresso no Goy foi bem empregado e a satisfação da maratona garantida! Ele foi se lavar, eu me limpei e voltei para o salão principal comer meu Subway, com uma coca bem gelada que comprei alí mesmo! E vcs acham que acabou por aí, que nada,depois do lanchinho... lembra dos "carinhas que se curtiam" quando cheguei ao Goy? Pois é... o ativo não tinha gozado e disse que queria gozar de qualquer jeito, então me ofereci para lhe pagar um boquetem ele não contou conversa, ele era gatinho, tinha um pau mediano, era carinhoso, gostava de jogos sensuais, acelerava ao socar em minha boca e depois fica em "velocidade reduzida" até que enfim gozou na minha boca. Finalizando a Maratona de Putaria.
        Vesti a roupa realizado, sacanagem rolou desde dentro do ônibus até a gozada na minha boquinha do último tarado do clube de pegação, e eu pensando em pagar um garoto de programa, logo eu que não gosto de sexo pago, pois sexo tem que ser natural, com desejo real, como foi com todos com quem fiz alguma putaria, fosse leve(boquete) ou pesada(com penetração). Quanto aos R$20,00?Comprei no camelô da Lapa um colecionável do Batman, para minha coleção! kkk...


*Negro da Geral é o autor desse blog! Querendo mandar material para divulgação ou contato comigo pode utilizar os seguintes contatos:

WhatsApp: 71 9 8472-0354.

Email: negrodageral@gmail.com

Perfil "Xvideos": https://www.xvideos.com/profiles/anjhus

Perfil Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100011146188135

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Os traumas que um estupro traz a mulher.


O estupro é um dos crimes violentos que mais cresce em incidência. Apenas aproximadamente 50% dos estupros são notificados, pois a maioria das mulheres se sente envergonhadas em ir a uma delegacia fazer corpo de delito. Mais do que um ato sexual, o estupro é um ataque agressivo, com expressão sexual. Desencadeia reações emocionais complexas por parte da vítima, freqüentemente mais significativas do que o dano físico.
Durante a última década, as perspectivas sociais e psicológicas do estupro evoluíram significativamente. O estupro passou a ser encarado como crime de violência que pode ou não incluir excitação sexual por parte do agressor. Na maioria dos casos a motivação do estuprador parece ser a degradação e a dominação da vítima, em vez da obtenção de relações sexuais não acessíveis de outra forma. Esses achados ajudam a explicar os sentimentos da vítima e as seqüelas psicológicas que podem ocorrer. A maioria das vítimas de estupro sofre de uma série de sintomas. Existem efeitos psicológicos e físicos decorrentes de um estupro ou de uma agressão sexual. Durante o período posterior à agressão, as pacientes podem relatar diversos sintomas, como fadiga e cefaléias, pode haver também dor devida a traumatismo físico durante a agressão. Distúrbios do sono são comuns, incluindo acordar no horário que o estupro ocorreu, Auto-acusações, Medo de ser assassinada, Sentimentos de degradação e perda da auto-estima, Sentimentos de despersonalização ou desrealização, culpa,Ansiedade, Depressão,Temor de andar ou ficar só, Medo das pessoas atrás delas e de multidões, Medo de ficar dentro de casa ou fora dela (dependendo de onde ocorreu o estupro),Temores sexuais, Pesadelos repetidos recapitulando o estupro, síndrome do pânico, Tendências suicidas, problemas com relacionamentos íntimos. Muita das vezes a vítima se torna estigmatizada, ela se considera “impura” ou “indigna” por pensar que de algum jeito ela colaborou com o ocorrido. A mulher dendê a imaginar que ninguém vai aceitar o que aconteceu e que o parceiro pode rejeitá-la por ter sido estuprada. O apoio e compreensão dos familiares ou pessoas próximas são bastante importantes, e para que isso ocorra de maneira adequada, faz-se necessária à avaliação e orientação psicológica destes.
Cada pessoa absorve o trauma de uma forma diferente, de acordo com a experiência de vida, valores e crenças. O primeiro passo do tratamento terapêutico e conscientiza o paciente de que ele não tem culpa do ocorrido, utilizando técnicas para aumentar a sua auto-estima. Em alguns casos, dependendo da gravidade do trauma, e preciso que um médico receite medicamentos que variam de pessoa para pessoa.
Existem três momentos em que são diretrizes das principais demandas no atendimento do psicólogo com a vítima do estupro:
 Primeiro Momento.
· Avaliação dos sentimentos predominantes (medo, revolta, raiva, culpa, ansiedade, angústia, calma).
· Avaliação do grau de desorganização da vida pessoal.
· Avaliação da organização psíquica e mecanismos.
· Reações psicossomáticas.
· Reações do grupo social em que está inserida (acolhimento e apoio, críticas, discriminação, revolta, expulsão).
· Aconselhamento sobre DST/HIV/AIDS.
· Importância de a paciente respeitar o estado emocional em que se encontra e suas limitações.
· Apoio emocional.
· Entrevista psicológica com acompanhante ou familiar.
Segundo Momento.
· Reorganização da vida após a violência sofrida (retorno ao trabalho, à escola, as atividades desenvolvidas).
· Prevenção de futuras conseqüências na vida pessoal (estado depressivo, escolhas de relacionamentos, perpetuação da violência).
· Recuperação da auto-estima.
· Encaminhamento para avaliação psiquiátrica, caso seja necessário.
· Repercussões no sentimento frente à figura masculina.
· Apoio emocional.
· Sentimentos persecutórios provenientes da violência sofrida.
Terceiro Momento.
Casos em que ocorre gravidez:
· Sentimentos relacionados à constatação da gravidez fruto da violência sexual (ambivalência, culpa, rejeição, aprovação).
· Levantamento dos princípios morais e religiosos que podem interferir na decisão ou não pelo abortamento legal.
· Fantasias relacionadas à gravidez e ao abortamento.
· Acompanhamento psicológico no decorrer da internação para interrupção legal da gestação, havendo a possibilidade de dar continuidade a este no ambulatório.
· Apoio psicológico frente às opções outras que não o abortamento legal.
É fundamental que a mulher que vivencia esta situação possa se sentir livre, sem preconceitos e julgamentos para fazer sua opção e sinta-se acolhida dentro do seu convívio familiar e da sociedade, qualquer que seja a sua escolha.
Cabe ressaltar a importância do atendimento multidisciplinar a mulheres vítimas de violência sexual e a necessidade de que um número maior de instituições se estruture para facilitar o atendimento a esta população, que poderá ser poupada de um desgaste e exposição maior, caso receba o atendimento adequado próximo a sua moradia ou local em que foi violentada.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Ginástica íntima aumenta o prazer sexual; veja como!


Essa dica é especial para as meninas que querem aumentar o prazer sexual. Pós–graduada em Sexologia pela Universidade de São Paulo (USP), a ginecologista e obstetra Erica Mantelli explica que, através da ginástica íntima, é possível aumentar o prazer na hora do sexo. “Essa ginástica íntima consiste de técnicas realizadas por meio de exercícios que fortalecem os músculos do assoalho pélvico”, explica.
As técnicas mais utilizadas nesta ginástica são séries de exercícios de Kegel, que foram desenvolvidas na década de 1940 pelo ginecologista Arnold Kegel, As atividades fortalecem o músculo puboccígeo (PC), que forma a plataforma orgásmica. O PC fora de forma é o responsável pela perda da sensibilidade ao redor da abertura da vagina. Outro problema que pode ser tratado com os exercícios de Kegel é a disfunção erétil. Muitos homens também podem se beneficiar com essa técnica, principalmente aqueles que sofrem com a ejaculação precoce e incontinência urinária.

Veja os três passos da ginástica íntima:
1. Primeiro passo:
Para iniciar a prática dos exercícios é preciso verificar se os músculos certos estão sendo segmentados. Para isso, pare o fluxo de urina e sinta quais os músculos você está contraindo nesse procedimento. Outra opção é inserir o dedo na vagina e apertar os músculos no entorno para localizá-los. Cerifique-se que não está usando qualquer outro músculo, como por exemplo, do abdômen, coxas ou nádegas.
2. Segundo passo
Após localizar o músculo é preciso esvaziar a bexiga, para poder iniciar os exercícios.
3. Terceiro passo
Procure um lugar confortável para sentar ou deitar, e assim realizar os movimentos. Comece por apertar os músculos do assoalho pélvico e segurá-los por dez segundos. Após completar o tempo relaxe por mais dez e reinicie o movimento. O ideal é realizar um conjunto de cinco séries.
Repita essa rotina por até três vezes na semana. Além disso, é possível ousar e tentar os exercícios extras durante a relação sexual, como apertar e soltar os músculos em torno pênis do parceiro e observar como isso contribui para a excitação dele. A avaliação do ginecologista e fisioterapeuta é de suma importância para indicar o tratamento correto. Caso apresente alguma disfunção, procure ser avaliada pelo especialista o quanto antes
.
- See more at: http://www.correio24horas.com.br/blogs/mesalte/ginastica-intima-aumenta-o-prazer-sexual-veja-como/#sthash.e4jlknJd.dpuf